February 17, 2024

Drone israelense mata alto funcionário do Hamas em Beirute, dizem fontes de segurança

2 min read

BEIRUTE (Reuters) – A autoridade sênior do Hamas Saleh al-Arouri foi morto nesta terça-feira em um ataque israelense com drones no subúrbio de Dahiyeh, região sul de Beirute, reduto do Hezbollah, grupo militante libanês aliado ao palestino, disseram três fontes de segurança à Reuters.  

Questionado pela Reuters, o Exército israelense disse que não responde às reportagens da imprensa estrangeira. 

Mark Regev, conselheiro do primeiro-ministro israelense Benjamin Netanyahu, disse à MSNBC que Israel não assume a responsabilidade pelo ataque, mas “quem quer que tenha feito isso, deve ficar claro: que este não foi um ataque ao estado libanês”.

“Quem fez isto realizou um ataque cirúrgico contra a liderança do Hamas”, disse Regev em entrevista à MSNBC.

Arouri era um alto funcionário do politburo do Hamas e também foi um dos fundadores do braço militar do grupo, as Brigadas Al-Qassam, que realizaram o ataque letal em território israelense em 7 de outubro. Os EUA ofereceram cinco milhões de dólares por informações sobre ele no ano passado. 

O Hamas confirmou o assassinato de Arouri pela rádio afiliada Al-Aqsa. Izzat al-Sharq, membro do politburo do Hamas, disse que foi um “assassinato covarde”. 

O ataque israelense com drone atingiu um escritório do Hamas em Dahiyeh na noite desta terça-feira (horário local), deixando seis pessoas mortas, segundo a agência de notícias estatal do Líbano. Fontes de segurança e médicos não conseguiram identificar as outras três pessoas mortas em um primeiro momento. 

O primeiro-ministro interino do Líbano, Najib Mikati, condenou a explosão como um “novo crime israelense” e disse que era uma tentativa de arrastar o Líbano para a guerra. 

Uma testemunha da Reuters em Dahiyeh viu bombeiros e paramédicos em torno de um prédio de vários andares com um buraco no que parecia ser o terceiro andar. Membros e pedaços de carne podiam ser vistos na beira da estrada.

Dahiyeh é reduto do poderoso grupo armado Hezbollah.

Aliado do grupo islâmico palestino Hamas, o Hezbollah tem trocado tiros quase diários com Israel através da fronteira sul do Líbano desde a eclosão da guerra Israel-Hamas em Gaza, no início de outubro.

Os ataques aéreos e bombardeios israelenses mataram mais de 100 combatentes do Hezbollah e quase duas dezenas de civis, incluindo crianças, idosos e vários jornalistas, segundo o Hezbollah e fontes de segurança.

(Reportagem de Maya Gebeily e Laila Bassam)

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *

Copyright © All rights reserved. | Newsphere by AF themes.